“Eu achei que isso seria o mais difícil, mas me enganei” – PARTE III: Visto

frances

Bonjour, não tão alegre como sempre… #prayforNice

Agora é torcer para que tudo se normalize e rezar para que não aconteça de novo. Mas, vamos que vamos! A peteca não pode cair.

O post de hoje é sobre o tão temido VISTO DE ESTUDANTE. Para a França quando se faz cursos com mais de 3 meses de duração é necessário solicitar o visto no consulado francês de sua região.

Este é um tema clichê, todos os blogs falam, então vou falar o basicão e como sempre, focando na minha experiência e colocando algumas Diquinhas.

Se você não for bolsista do governo ou tiver dupla cidadania, esta solicitação é feita em 2 etapas:

        1. Campus France

É necessário acessar o site do Campus France Brasil e criar um dossiê de candidatura. Para quem não fala francês (como eu) pode ser feito em português mesmo, mas se falar é bom escvrever em francês (e a entrevista também será em francês). O site é bem intuitivo e chatinho para preencher todas as etapas.

Diquinha da Bia(1): cuidado ao escrever os seus motivos para estudar na França. Seja coerente no que escrever E copie, cole e salve o que você escreveu em algum lugar! Eu fiz o meu dossiê em abril e marquei a entrevista para fim de maio e já não lembrava o que tinha escrito. Sofri tentando lembrar e com medo de na hora não ser coerente com o que eu tinha escrito.

Diquinha da Bia(2): Se for pesquisar informações sobre como preencher esta etapa, vários blogs explicam passo-a-passo, porém cuidado, pois alguns posts são antigos e mencionam o envio dos documentos por correioEsta etapa não é mais necessária. Você anexa tudo no site do Campus France Brasil e leva apenas os documentos citados no site para a entrevista .

Preenchidas as etapas você deve fazer o pagamento da taxa de R$ 450,00 em até 48h após o envio virtual do dossiê e eles confirmam seu pagamento e por e-mail você agenda seu local e horário de entrevista. No site tem um calendário com alguns horários e tem um “agende sua entrevista”. Nada disso é valido! Tem que ser por e-mail.

        2. Consulado Francês

Realizada a entrevista pré-consular, o agendamento da entrevista no consulado deve ser feito obrigatoriamente pelo site do Consulado. Este é um formulário atual e um tanto desfocado da documentação que precisa apresentar:

Requisitos Consulado

Esta etapa não tem muito segredo. O formulário por si só já diz o que precisa e como, tirando alguns pequenos detalhes:

Diquinha da Bia(1): Item 3: Fotografia 3,5 cm x 4,5 cm: sempre tem uma fotótica perto do consulado. Eu já havia tirado as fotos e eles não quiseram aceitar por que meu rosto estava mais longe do que as fotos que eles costumavam receber. Então tive que ir até essa fotótica perto do consulado e tirar uma nova foto com os cabelos atrás da orelha e sem brincos. #boring

Diquinha da Bia(2): Item 8: Garantias Financeiras: No site tem um modelo, mas ouvi dizer que a gramática não está lá muito correta. Anexo aqui embaixo os modelos (formatados em Word também) que foram entregues no consulado sem problemas.

Modelo de Declarações para o Visto de Estudante francês

Obs.: Se ainda tiver algum erro gramatical, por favor avisem que eu corrijo sem problemas!!! São apenas modelos com base nos do site, mas com escrita mais clara. Tem os dois modelos.

Diquinha da Bia(3): Taxa de 50 euros: vale lembrar que apesar do site do Consulado dizer que a taxa é de R$ 221,24, o valor de 50 euros varia de acordo com a cotação do dia!!! No meu caso, eu paguei R$ 183, 82.

Cada região tem seu site e, pelo que li em vários blogs, também tem suas regras. Para maiores informações, segue abaixo o link de cada Consulado da França no Brasil:

São Paulo (que engloba os Estados: SP, PR, SC, RS e MS).

Rio de Janeiro (engloba os Estados: RJ, ES e MG*).

* Para o Estado de MG existe uma etapa extra no Consulado Honorário de BH, onde o visto deve ser dado entrada. Feito isto, os procedimentos seguintes devem ser feitos no RJ mediante agendamento prévio.

Brasília (que engloba os Estados: TODOS do Norte e Nordeste).

Sugiro os seguintes blogs para saber maiores detalhes sobre a fase do visto:

300 dias em Paris:

A Entrevista Campus France

A Saga do Visto Francês Parte 1

Com Bagagem:

Meu Visto de Estudante para a França: O início de um sonho

Oxford Furado: 

Entrevista no Consulado da França – Parte 1

Turista Profissional:

Primeiros passos – estudar francês na França

MINHA EXPERIÊNCIA:

Na entrevista pré-consular da Campus France foi bem tranquila. Fiz em São Paulo na Aliança Francesa da Faria Lima. Uma moça francesa hiper simpática me entrevistou. Eu fui pronta para um entrevista tipo de emprego, mas foi super tranquilo, não durou 10 minutos e ela me fez duas perguntas:

  • Com o que eu trabalhava aqui no Brasil; e
  • Por quê gostaria de estudar na França, além das perguntas sobre informações pessoais.

A moça me disse que 48h após aquela data eu já poderia agendar minha ida ao consulado. Mal sabia ela que eu já havia agendado meu horário.

Já no Consulado, tive que ir 2x. Minha primeira entrevista eu agendei para o dia 14 de junho. Cheguei lá e não puderam receber minha documentação por estar muito adiantada (pela primeira vez a “Diqiuinha da Bia” de fazer tudo o quanto antes não foi tão eficaz). Me explicaram que eles apenas aceitam documentação no máximo 2 meses antes do início das suas aulas na França.

Apesar de eu estar adiantada, eles foram bem legais e já pegaram minha documentação, viram o que estava correto e explicaram o que deixei em branco no formulário. Deixaram somente o que seria necessário e em um bloco só, bem encaminhado e com anotações antecipadas. No meu caso foi eles pediram:

Documentação Original:

  • Formuário de Pedido de Longa Duração preenchido, datado e assinado.
  • Declaração de Financiamento com firma reconhecida em cartório.

Os demais documentos me solicitaram apenas as cópias. Já li em vários blogs que foi solicitado documentação extra do descrito ou até mesmo documentação original e cópia de tudo. O próprio formulário descrito ali em cima também diz o mesmo. Então, eu aconselho a levar todos os originais e cópia e tudo bem dividido (original das cópias).

O que abunda não prejudica. Se eles pedirem os dois, já estarão separados bonitinhos, se for como o meu também facilita na hora de separar os documentos e entregar e evita o stress e cara feia do atendente.

Na segunda vez que fui, a fila era pior que a do INSS, minha gente.  A moça que da primeira vez foi legal e ajudou já não foi tão legal assim na segunda vez. Ela lembrou de mim, reviu todos os documentos e fez perguntas básicas de quando eu pretendia ir para a França e tal.

Passada essa parte, começou a francesada… Sabe aquele formulário de pedido de visto? Então, tive que preencher tudo de novo um BEM similar e com as mesmas informações lá na hora (para o OFII (Ofício Francês de Imigração e Integração, onde pega o visto definitivo na França) deduzo eu – ela não explicou). Ah, NÃO PODE RASURAR. Quando falam isso e com uma certa pressão, Lei de Murphy entra em ação. Rasurei. Levei a primeira bronca.

Em seguida, tive que preencher um papel com as minhas informações para o France Alumni e por fim pagar a taxa que ela disse INÚMERAS vezes que o dinheiro deveria ser trocado, pois eles não têm troco. Com isso eu entendi “Leve o dinheiro certinho, por que não temos troco.”

Estava lá linda e formosa tirando meu rico dinheirinho do bolso e entreguei R$ 182,00 em notas e o R$ 1,85 (já que não existe mais moedas de 1 centavo neste país) em moedas. Um real em moedas grandes e o resto de 5 e 10 centavos. Ué, já que eles tanto reclamam que não tem troco, não custa ajudar né? Todo comércio/lugar que precisa dar troco gosta. Mas não! Ledo engano. Não cometam este mesmo erro!!! Levei a segunda bronca com muita cara feia e com os seguintes dizeres “VOCÊ VAI ME DAR T-U-D-O ISSO DE MOEDAS???????????!!!!!!!!!!!!! EU VOU PERDER MUITO TEMPO CONTANDO! ME DÁ TROCADO!!!!!! Você não tem uma nota de R$ 2,00? Assim, fica inteiro, R$ 184,00 e fica mais fácil pra mim.”

A sorte dela é que eu estava no Consulado e a minha aprovação dependia dela, por que senão ela ia ser mais uma a conhecer meu lado desbocado e barraqueiro. Bom, quase morrendo engasgada com as palavras que não pude dizer, bufei e dei o tal do “dinheiro inteiro” que antes era pra ser trocado. Alguns devem pensar “Ah, Bia, mas são SÓ 18 centavos à mais.” Não, não são não. São só 18 centavos à mais MEUS. Soma quanto não dá no fim do mês de todas as pessoas que vão tirar o visto. Fiquei bem da revoltada.

Tirando esta estremecida na hora de pagar e as burocracias francesas que eu tento a todo tempo me habituar, no geral minha entrevista consular foi super tranquila também! Dia 21/07 já posso ir retirar meu passaporte com o visto!!! #clapclap

Fiz umas amizades enquanto esperava com 2 meninas que também vão para Lyon então trocamos telefones. Uma delas disse que pegou outra atendente e que foi bem tenso. A mulher fez inúmeras perguntas, revirou o passaporte dela, viu as viagens anteriores, ficou questionando o por quê dessas viagens e no fim de tudo disse: O resultado sai em Agosto e pode ser positivo ou negativo, não garanto nada.

Tadinha. Estou super torcendo para que dê tudo certo pra ela!

O difícil é a chatice, a burocracia, e ter que tirar da sua caixa de documentos (aquela que fica bem escondida e que é difícil de alcançar) todos esses documentos. Então como última Diquinha da Bia, sugiro que quando forem tirar a documentação para a candidatura, já separe também a do visto e guarde em algum lugar mais acessível! hahahah

Guardem estas dicas e vocês me agradecerão por não levarem bronca sem motivos, rs.

Bisous à tous!

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s