Abrir uma conta de banco na França

cartc3a3o-clonado

Bonjour, meu povo!

Hoje eu vou falar sobre algo que eu deveria ter postado há muito tempo, mas acabei esquecendo.

É díficil falar sobre bancos porque cada um tem um modus operandi então não posso comentar à fundo e com know how sobre todos e somente do meu – Societé Generale.

Vou começar este post com a minha diquinha e depois passo para os acontecimentos.

<

p style=”text-align:justify;”>Diquinha da Bia: No Brasil tem o BNP Paribas (sei que em SP tem, deve ter em outras cidades grandes também), o qual PODE SER que caso você precise receber um depósito do Brasil, você não pague algumas taxas já que está sendo feito direto no Banco. É uma possibilidade, não tenho certeza absoluta. Vi em pesquisa rapida na internet que têm outros bancos como Societé Generale e Crédit Agricole, mas confesso que nunca passei por nenhum deles no Brasil, só o BNP.
Então quem tiver aí no Brasil e tiver algum desses bancos por perto, pode se informar (e por favor, postem aqui no comentário para eu editar a informação também!!!!), e puder sair daí com as informações completas ou com possibilidade de abrir a conta aí e chegar aqui e só transferir a conta, não sei. Eu não pensei isso na época e quando cheguei aqui fui no primeiro banco que vi.

Outra coisa importante de falar é: nem todos os bancos aceitam que estudantes abram conta! Ou estudantes que fiquem menos de 2 anos na França.

Então, eu desesperada para ter uma conta no banco, saí sem rumo nem direção peregrinando pela cidade em busca de um banco que eu nem sabia ao certo como eram ou os símbolos. Aqui embaixo tem alguns exemplos de bancos:

De todos estes aí de cima, sei que o BNP e o Societé Generale aceitam estudantes como clientes.

MINHA EXPERIÊNCIA:

<

p style=”text-align:justify;”>Bom, rodei a Rue Victor Hugo quase inteira, que é onde muitos bancos estão em Lyon e fui batendo de porta em porta para ver se algum me aceitava. Finalmente a Societé Generale me aceitou, minha gerente é uma FOFA (com um perfil bem diferente dos gerentes de banco no Brasil, estava com seus cabelos com largos cachos e bem volumosos soltos, calça capri e rasteirinha), porém… Fala o básico do básico de inglês. Vcs já imaginaram o stress de abrir uma conta na França, sem falar francês e com uma gerente que também não fala inglês, né?!
Super confiei nela, o que ela conseguia explicar com o inglês limitado dela, ela explicou e o que não dava, ela falava em francês beeeem devagar e quando tinha dúvidas também perguntava com o meu francês super limitado, mas ah, taxas, tarifas etc. é tudo muito específico! E muita coisa, confesso que ficou meio no ar para mim.

<

p style=”text-align:justify;”>Basicamente, assim que você entra no banco tem ou um guichê de auto-atendimento em que você mesmo diz o que foi fazer lá ou tem uma secretária e ela já faz uma triagem básica para você.
No meu caso foi a secretária. Aguardei alguns minutos até a gerente me receber e perguntou se eu estava com os documentos básicos:

  • Passaporte;
  • Comprovante de residência na França (pode ser um atestado da residência estudantil, carta do landlord ou alguma conta – o que é bem difícil receber conta por correio por aqui);
  • Comprovante de matrícula na universidade (pode ser a Enrollment Letter).

<

p style=”text-align:justify;”>E eu tinha deixado o passaporte em casa. #francamente
Ela agendou um horário novamente no mesmo dia para as 14h e lá fui eu pra casa correndo pegar o passaporte e voltar. Chegando lá, você basicamente fica 1h30 olhando para a cara da gerente enquanto ela faz todo o procedimento para abrir sa conta. Te faz algumas perguntas básicas:

  • Confirmando endereço;
  • Sua renda mensal enquanto estudante (é verbal mesmo, não precisa comprovar com nada);
  • Opções, como: limite de cartão de crédito, cheque especial, talão de cheques etc.
    Eu disse que não queria talão de cheques, mas banco é banco no mundo todo, né?! Ele é super bizarro, tem um padrão e forma de preenchimento super diferentes do Brasil… E eu já não usava no Brasil, imagina aqui?! Ainda mais, sabendo das coisas importantes que escrevi ali embaixo. Preferi nem arriscar! Hahaha

<

p style=”text-align:justify;”>Pois bem, superada essa fase, depois de muita conversa e explicação, ela vai pedir um valor pequeno para depósito inicial na conta, só para ativar e ela vai imprimir umas 90 folhas (burocracia francesa) que serão os contratos para finalizar o processo. Dessas 90 folhas, acho que são 5 vias de contrato e obviamente, você fica com uma.
PARABÉNS! Você finalmente conseguiu abrir uma conta na França! #clapclap

<

p style=”text-align:justify;”>Seria lindo se acabasse por aí e que você já saísse do banco com seu cartão e senha! Hahaha aí começa a complicação burocrática francesa.
Você sai do banco com o seu log in de internet para acesso ao site (ou aplicativo) e uma folha A4 com seu nome, endereço e informações bancárias (Código IBAN, Swift, n° de conta, agência etc). Essas informações servem para adquirir um chip telefônico ou em situações de compra em que você deve fornecer o seu IBAN etc para débito automático!

Por volta de 3 dias após a abertura da conta, você recebe a sua senha do internetbanking por correio.

Mas e o cartão??? Chega só 5 dias após a abertura da conta! E quando chega, você tem que ir retirar no banco com a secretária! (eu lembro que eu tive algum problema nesse momento em que eu não pude retirar imediatamente, me disseram que faltava algum documento meu que não lembro agora e demorou mais 1 semana para eu conseguir retirar meu cartão!!!). Aí, abre a cartinha feito criança abrindo pacote de presente. Lê linha por linha da cartinha que vem junto com o cartão… Lê até aqueles manuais que ninguém lê no Brasil (mas aqui é uma boa, já que muitas das informações dadas na abertura da conta ficaram no limbo) e se pergunta: “Ué, mas cadê a senha desse cartão?!”,  pois salvo engano a primeira operação você tem que digitar a sua senha.
HÁ! Que inocência a sua achar que viria junto da conta. Por questões de segurança e pra piorar a crise de ansiedade dos estrangeiros que aqui habitam eles mandam estas informações de banco ou qualquer coisa que tenha senha em 2 cartas diferentes.
Então, você só consegue a senha do seu cartão dias depois… Resumindo: depois que você abriu sua conta no banco, não fique muito feliz e contente achando que tudo estará resolvido e que você poderá sair “divando divamente feito uma diva” pela França logo em seguida. Ainda demora uns 15 dias. hahahahaha

E isso quando você não faz como eu, que finalmente recebe a carta com sua senha e num momento de arrumação joga a carta fora sem perceber e sem decorar a senha. E aí eles enviam uma outra carta por correio que demora mais 5 dias e te cobram 4 euritos por isso.

IMPORTANTE:

  • Cartão de crédito aqui é BEM diferente do Brasil, então cuidado!!! O cartão de débito e crédito são em um mesmo cartão e têem a mesma numeração! Portanto, se você selelcionar em compras online (por que em lojas para eles NÃO EXISTE CARTÃO DE CRÉDITO!!!!!), não vá achando que você só vai pagar por isso no mês que vem… NEGATIVO! No máximo 4 dias depois já é debitado da sua conta automaticamente, baby!
  • Paiment sans contact / Contact payment
    Aqui quando você paga no cartão, tem um sistema que é como se fosse “cartão de õnibus” (encontrei uma brasileira aqui em Londres que me viu pagando com isso, usou esse termo e estou copiando hahahah). O atendente te mostra a maquinha e, ao invés de você inserir o cartão, esperar a máquina pensar, digitar a senha e… Zzzzz, é só você encostar seu cartão no visor da máquina que o pagamento é aprovado automaticamente. Sem inserir cartão, sem por senha, sem ficar para sempre em um caixa para fazer um pagamento! Creio que toda Europa tenha esse sistema.
    LINDO NÉ?! Super prático, fácil e divertido! Só que o lado ruim também…!!!!! Se você perder este cartão, significa que QUALQUER UM pode pegar o seu cartão e sair usando à torto e a à direita porque não exige senha para que a operação seja realizada!!!!! Então, CUIDADO! Tá, mas depois é só ir no banco e falar que perdeu etc. Sim, concordo. Mas lembre-se de que não estamos no Brasil e se no nosso país de origem já é chato e trabalhoso, imagina no exterior…
    E ah, não é sempre que o contact funciona também e aí você tem que fazer o processo normal. Hahahahaha, mas geralmente funciona 95% das vezes.
  • Caso você tenha um problema com o seu cartão ou com algo relacionado à banco, você precisa agendar um horário para tudo e qualquer coisa! Não é como no Brasil que você aparece em qualquer agência e resolvem o problema para você! Você tem que agendar com a sua gerente (e nunca é para o mesmo dia, sempre falam “ah, c’est compliqué”) e você só consegue agendar para dali 3 dias pelo menos. Minha diquinha é baixar o aplicativo e mandar e-mails direto para a gerente. Ela te liga no máximo em 24h ou responde o seu e-mail nesse mesmo prazo.

IMPORTÂNCIA DE UMA CONTA:

<

p style=”text-align:justify;”>Se você não tiver uma conta em banco você fica bem à mercê aqui na França. Não pode ter um chip telefônico decente, “de conta”, por que todo cadastro de TUDO que você faz você precisa fornecer seu IBAN e seus dados bancários, explicando de forma sucinta.
Você também não consegue ter passe escolar de pronto se não tiver uma conta no banco, pois SE você for morar em residência estudantil e der a sorte de quando chegar encontrar com o pessoal do Técely (transporte público Lionês), você já pode fazer seu cadastro ali na HORA, mas desde que você tenha conta no banco, por que é tipo um plano que você faz e os débitos são descontados direto da conta corrente.
Então, você não pode fazer muitas e tem algumas compras online em que você não consegue fazer com o VTM (Visa Travel Money) também.

<

p style=”text-align:justify;”>Diquinha da Bia: Como diquinha final, digo que a UCLy tem convênio com alguns bancos, como o meu (Societé Generale) e BNP Paribas (tenho amigos com conta nessa agência também) o qual você é isento de inúmeras tarifas!
Se você não estiver muito desesperado para abrir uma conta como eu estava na época e fui sozinha correr atrás disso, espera o primeiro dia de aula. Alguns bancos estarão lá e terão pessoas que falam inglês e que poderão abrir a sua conta falando em inglês com você (inclusive da Societé Generale, em uma agência que fica perto da faculdade).
Mas eu fui sozinha, me estressei bastante, não entendi algumas coisas, mas consegui abrir a conta, to bem viva e mais experiente, obrigada! Hahahah e já dei o caminho das pedras pra você não ficar como eu fiquei. Então, vai da necessidade de cada um.

Eu ainda vou fazer um post sobre como fazer o seu cartão de transporte. Acho que vale a pena, porque é claro que eu passei por um stress para fazer o meu e acho interessante explicar e alertar pessoas que estavam na mesma situação que a minha na época e evitar a fadiga.

Bisous à tous!


Um comentário sobre “Abrir uma conta de banco na França

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s